quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

O Professor...

Quando…
É jovem, não tem experiência.
É velho, está superado.
Não tem carro, é um coitado.
Tem carro, chora de “barriga cheia”.
Fala alto, vive gritando.
Fala baixo, ninguém escuta.

Não falta às aulas, é um Caxias.
Precisa faltar, é um turista
Conversa com outros professores, está detonando os alunos.
Não conversa, é um desligado.
Dá muita matéria, não tem dó dos alunos.
Dá pouca matéria, não prepara os alunos.

Brinca com a turma, é metido a engraçado.
Não brinca com a turma, é um chato.
Chama a atenção, é um grosso.
Não chama à atenção, não se impõe.

A prova é longa, não dá tempo.
A prova é curta, tira as chances dos alunos.
Escreve muito, não explica.
Explica muito, o caderno não tem nada.

Fala corretamente, ninguém entende.
Fala a língua do aluno, não tem vocabulário.
Se exige, é rude.
Se elogia, é debochado.

O aluno é reprovado, é perseguição.
O aluno é aprovado, “deu mole”.

Ainda ter que ouvir um negócio desses é lasca… e ainda dizem que vida de professor é fácil…

Dizem que é fácil… Mas dizer é fácil…difícil é ser. Mas se fosse fácil talvez não tivesse graça nem importância… E assim a gente segue, ensinando e também aprendendo...

Um comentário: